Os avanços (e polêmicas) dos 3 primeiros meses do governo Jair Bolsonaro - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Os avanços (e polêmicas) dos 3 primeiros meses do governo Jair Bolsonaro

Por: Elite FM
Publicado em 02/04/2019
img
Foto:Antonio Cruz/Agência Brasil

O governo do presidente Jair Bolsonaro completa três meses  marcado por muitas polêmicas e alguns avanços, ainda que tímidos e a “manutenção  da velha política por parte de muitos congressistas na manutenção de interesses pessoais com viés nas próximas eleições”. Em três meses foram editadas ainda nove Medidas Provisórias (MP). O pontapé inicial da gestão Bolsonaro foi uma reforma ministerial, prometida durante a campanha. Redução do número de pastas de 29 para 22, extinção do Ministério do Trabalho  e o da Agricultura passou a ser responsável pela demarcação de terras indígenas. O Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), até então parte integrante da Fazenda, foi para o Ministério da Justiça. O governo determinou ainda um pente-fino em benefícios previdenciários pagos pelo INSS  e estabeleceu regras mais rígidas para concessão de auxílio-doença, aposentadoria por invalidez, salário maternidade e auxílio-reclusão. Outra medida provisória, a MP 873, mudou as regras da contribuição sindical paga pelos trabalhadores, proibindo o desconto em folha e obrigando sindicatos a fazer o recolhimento por meio de boleto. Também determinou flexibilização da posse de armas. Extinguiu 21 mil cargos e iniciou o processo de concessões e iniciou suas viagens internacionais ,Suíça, EUA, Chile e Israel. Bolsonaro encontrou um país destroçado, com todas as infraestruturas mal  conduzidas, desemprego de 14 milhões e muitos milhões de sub-empregados e várias reformas urgentes, a  começar pela Previdência e se defronta com uma oposição retrógrada que ainda aposta no “quanto pior melhor” sem a menor responsabilidade  de que oposição é excelente quando luta a favor  do país indicando soluções.


Fonte: Gazeta do Povo e Elite Fm