Diário do Sudoeste: 33 anos de integração sudoestina - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Diário do Sudoeste: 33 anos de integração sudoestina

Por: Elite FM
Publicado em 19/03/2019
img

  Em 19 de março, o Diário do Sudoeste completa 33 anos. Alguém poderia dizer, chegou  “ à idade de Cristo”, e isto  tem semelhança pela pregação. Se Cristo pregou o Evangelho, o Diário pregou o jornalismo ético, construtivo e sustentável, sempre vinculado aos anseios de Pato Branco e do Sudoeste. O Diário  foi construindo uma sociedade de leitores criando o hábito prazeroso e instigante da leitura do jornal impresso, que continua até hoje.

       A imprensa de Pato Branco sempre foi atuante em todos os seus veículos, rádio, tv, jornais, revistas e nos últimos anos aumentou sua abrangência com a chegada da internet, que quebrou as barreiras da distância e os paradigmas da comunicação, fazendo com que as informações passassem a ser instantâneas para atingir o mundo todo. Todavia o jornal impresso continuou sendo o veículo tradicional da informação e  folhear as páginas  criou um hábito diário dando a impressão de que se não houvesse essa visita ao jornal, estaria faltando alguma coisa.

      Nesses 33 anos, o Diário  passou por várias evoluções tanto no processo de  impressão como em seu jornalismo e  segmentos de saúde, educação e lazer com equipe eficiente para criar conteúdo de formação e abertura para a criticidade, elemento decisivo para o progresso  da região. Pode-se dizer que Diário, nesses 33 anos, foi um exemplar semeador de informações que se infiltraram em todo o Sudoeste no sentido de fomentar todas as áreas produtivas. Se Pato Branco está hoje numa posição de vanguarda nas áreas de saúde, educação, qualidade de vida, comércio, prestação de serviços, tecnologia, clínicas e principalmente no agronegócio, é porque sempre teve o apoio da imprensa e notadamente do  jornal Diário do Sudoeste, que teve Carlos Almeida como entusiasta pelas causas  do município e suas produções literárias sempre refletiam o anseio por  atender  a sociedade, até em detalhes, tendo deixado muitas marcas principalmente nas entidades sociais.

      Castro Alves em sua lucidez poética escreveu: Oh! Bendito o que semeia Livros à mão cheia E manda o povo pensar! O livro, caindo n'alma É germe – que faz a palma, É chuva – que faz o mar! Seguramente Castro Alves englobaria  toda a imprensa, que hoje semeia a causa para que a sociedade amanhã possa amadurecer os efeitos.

     Parabéns Diário do Sudoeste, parabéns  à Delise e André pela dedicação e amor ao jornalismo, parabéns equipe Diário pela constante  busca das  informações consistentes e persuasivas que dão total credibilidade  ao Diário do Sudoeste.

Laudi Vedana – Professor e Jornalista




Fonte: Laudi Vedana – Professor e Jornalista

Fonte das fotos: Rádio Elite Fm