Anúncio da “Lava Jato da Educação” dá mais munição para a “CPI da UNE” - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Anúncio da “Lava Jato da Educação” dá mais munição para a “CPI da UNE”

Por: Elite FM
Publicado em 09/03/2019

Deputados afirmam que entidade está aparelhada pelos partidos de esquerda e querem abrir a “caixa-preta” de repasses do governo. O anúncio do presidente Jair Bolsonaro da criação da “Lava Jato da Educação” fortaleceu ainda mais o movimento de deputados que tentam pressionar o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, a contrariar deputados aliados do PCdoB e encampar uma Comissão Parlamentar de Inquérito para investigar a União Nacional dos Estudantes (UNE). O objetivo da CPI é o de investigar os repasses feitos para a UNE nos últimos anos assim como a concessão de R$ 44,6 milhões como indenização por danos ocorridos durante a ditadura militar. A CPI da UNE já foi solicitada duas vezes, em 2016, mas não avançou por contrariar interesses estranhos. "A UNE detém o monopólio do movimento estudantil. Não é permitida a existência de outra entidade que represente a vontade dos estudantes”, responde o deputado Filipe Barros. “Temos de investigar a UNE por vários motivos”, reforça Marco Feliciano. O uso indiscriminado do dinheiro público em projetos faraônicos, como, por exemplo, a construção de uma sede na cidade do Rio de Janeiro, orçada em 60 milhões de reais, com espaço previsto muito acima das necessidades desse grêmio estudantil. "A entidade está aparelhada pelos partidos de esquerda, que se utilizam da entidade para impor suas pautas partidárias”. Além do mais a UNE não presta contas. No governo do PT todas as festas da UNE recebiam dinheiro público e a entidade passou a ser subserviente da esquerda. 


Fonte: Gazeta do Povo