"O?“imposto sindical” e a MP?de Bolsonaro: Não pode ser descontado do salário do trabalhador - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

"O?“imposto sindical” e a MP?de Bolsonaro: Não pode ser descontado do salário do trabalhador

Por: Elite FM
Publicado em 07/03/2019

Presidente alterou a CLT?para reforçar um princípio estabelecido na reforma trabalhista:?os sindicatos não podem cobrar dos trabalhadores que não tenham intenção de contribuir. O carnaval nem chegou a começar para sindicatos e sindicalistas que vinham usado uma interpretação bastante forçada de um trecho da reforma trabalhista para continuar cobrando o “imposto sindical” – um valor descontado anualmente em folha, referente a um dia de trabalho do funcionário – de todos os trabalhadores da categoria, independentemente de serem ou não filiados à entidade. A Medida Provisória 873/19, assinada pelo presidente Jair reforça a norma segundo a qual a cobrança só pode ser feita do trabalhador que manifestar expressamente sua intenção de contribuir com o sindicato.  Mesmo assim, Houve sindicatos que buscaram forçar uma brecha, aprovando em assembleias (algumas das quais com participação muito pífia) a cobrança, o que é ilegal. Os sindicatos devem ser bancados apenas pelos indivíduos dispostos a contribuir e para tanto devem mudar  radicamente seu sistema e mostrar de fato para que existem. Afinal, o Brasil é o campeão mundial de sindicatos com  cerca de 17 mil, sendo muitos tão úteis como um zero à esquerda.


Fonte: Gazeta do Povo