Conselho Federal de Medicina derruba norma que ampliaria consultas de telemedicina - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Conselho Federal de Medicina derruba norma que ampliaria consultas de telemedicina

Por: Elite FM
Publicado em 26/02/2019
img
Imagem:Internet/Portal Telemedicina

Três semanas após a norma ser divulgada e a poucos meses de ser implementada, telemedicina é barrada pelo alto número de críticas de outras entidades. Em meio a críticas, o Conselho Federal de Medicina (CFM) decidiu revogar a resolução que ampliava a prática de telemedicina no país e permitia a realização de consultas, diagnósticos e cirurgias a distância. A decisão foi anunciada  cerca de três semanas após a norma ser divulgada. A previsão era que a medida entrasse em vigor em maio. Em nota, o CFM atribui a decisão ao alto número de propostas encaminhadas para alteração na resolução e “ao clamor de inúmeras entidades médicas, que pedem mais tempo para analisar o documento e enviar também suas sugestões”. Desde que foi anunciada, a possibilidade de liberação de um maior número de atendimentos online tem sido alvo de críticas de conselhos regionais de medicina e outras entidades médicas. A maior parte delas diz respeito às consultas não presenciais e à segurança dos dados. Pelo texto inicial, a teleconsulta poderia ocorrer somente após um primeiro contato, com exceção das populações que vivem em áreas geograficamente remotas, para as quais o atendimento pode começar de modo virtual com acompanhamento de outros profissionais de saúde.A falta de definição sobre o que são áreas geograficamente remotas, contudo, trouxe o temor de que a teleconsulta seja usada de forma desenfreada e aumente a distância entre médicos e pacientes. Outro temor eram riscos ao sigilo dos atendimentos, que passariam a ser armazenados na rede. Em carta divulgada no dia 6 de fevereiro, representantes dos conselhos regionais de medicina de 27 estados já pediam a revogação da norma. 


Fonte: Gazeta do Povo

Fonte das fotos: Imagem:Internet/Portal Telemedicina