Por desvios na Universidade Federal do PR, Justiça condena 13 pessoas a penas que somam 159 anos - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Por desvios na Universidade Federal do PR, Justiça condena 13 pessoas a penas que somam 159 anos

Por: Elite FM
Publicado em 17/02/2019

Juiz também absolveu acusados que conseguiram provar que foram enganados por servidoras, ao serem incluídos na lista de bolsistas da instituição. O desvio de R$ 7,3 milhões no sistema de bolsas de pesquisa da Universidade Federal do Paraná (UFPR) levou à condenação de 13 pessoas, em penas que somam 159 anos de prisão. Outras 21 pessoas foram absolvidas na ação penal, a partir do entendimento de que foram envolvidas no esquema sem o consentimento ou sem receber vantagens. A sentença foi dada pelo juiz Marcos Josegrei da Silva, da 14ª Vara Federal de Curitiba, exatamente dois anos após o caso vir a público, a partir da Operação Research. A fragilidade dos sistemas de controle de pagamento de auxílio a estudantes e pesquisadores permitiu que duas funcionárias da UFPR montassem um esquema que funcionou de 2013 a 2016, cadastrando 30 pessoas que não eram professores ou alunos (e muitos sem curso superior) como bolsistas recebendo até R$ R$ 30 mil por mês. O desvio começou pequeno, com poucos envolvidos e pagamentos módicos, e cresceu de forma a incluir moradores de outros estados, que constavam como beneficiários de bolsas. Os pagamentos escaparam a todas as formas de controle da UFPR.(Que tipo de controle a  direção da UFPR ao deixar  escapar R$ 7,3 milhões ?) O fato de as pessoas não terem vínculo algum com a instituição não foi percebido ? Os valores pagos acima do normal não foram detectados, mesmo com a publicação no Portal da Transparência do governo federal. Saíram R$ 7,3 milhões pelos ralos da Universidade Federal e ninguém percebeu ? É por isto e tantos outros motivos que  o Moro e o ministro da Educação querem  instituir  a Lava Jato no MEC.


Fonte: Gazeta do Povo