Lute como uma garota: a representação feminina na literatura jovem - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Lute como uma garota: a representação feminina na literatura jovem

Por: Elite FM
Publicado em 17/02/2019

Em muitos romances da literatura jovem, as personagens femininas costumam ser frágeis e dependentes dos “mocinhos” para conquistarem algo.Atribuir este estereótipo pode acarretar na manutenção da desigualdade entre os gêneros. Apresentar para as adolescentes uma outra versão de história com mulheres fortes e independentes é de extrema importância para ajudar na construção do empoderamento. Fugindo destes padrões impostos ao gênero feminino, muitas autoras criaram protagonistas femininas inesquecíveis e que sabem se proteger sem depender do auxílio de ninguém. Uma delas é a Ana Beatriz Brandão que em “Sob a Luz da Escuridão”, publicado pela Verus Editora, apresenta Lollipop, uma jovem destemida e que precisa lutar pela própria sobrevivência ao lado de sua melhor amiga em um mundo pós-apocalíptico, lugar onde não existe medo ou qualquer sinal de empatia e compaixão. É “cada um por si” tentando sobreviver em meio ao caos. A autora ajuda a desfazer o estereótipo de mulher frágil e com a função apenas de se apaixonar para embasar as atitudes heroicas do sexo masculino. Vê a oportunidade de deixar personagens fortes para as jovens, futuras mulheres, se espelharem e fazerem diferente, na vida real ou mesmo na literatura. Um livro aconselhável para o sexo feminino é sem dúvida “Sob a Luz da Escuridão”.


Fonte: Veru s Editora