Em livro, secretário de Ratinho defende voucher como solução para a educação - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Em livro, secretário de Ratinho defende voucher como solução para a educação

Por: Elite FM
Publicado em 15/01/2019
img
Renato Feder em reunião com Sindicato dos Professores - Fotos:Divulgação SEED/Gazeta do Povo

Em 2007, Renato Feder, atual secretário de Educação do Paraná, publicou um livro em parceria com Alexandre Ostrowiecki, com quem dividia também o posto de CEO da empresa de tecnologia Multilaser. A obra intitulada Carregando o Elefante foi revisada e relançada em 2014. No livro, os autores fazem uma crítica ao Estado brasileiro. Ao falarem sobre educação, Feder e Ostrowiecki são enfáticos ao defenderem a privatização do ensino público.“As razões para privatizarem-se escolas e universidades são basicamente as mesmas já expostas: a iniciativa privada é intrinsecamente mais eficiente na gestão de qualquer coisa. Assim como é melhor que uma empresa privada frite hambúrgueres do que o governo, o mesmo ocorre no caso de uma escola”, escreveram. O governo do Paraná ainda não apresentou nenhuma proposta nesse sentido, mas em seu livro, Feder defende que o caminho para essa privatização é que o governo repasse às famílias um valor que deve ser usado exclusivamente no financiamento da educação formal. O chamado voucher educacional já foi cogitado pela equipe do governo de Jair Bolsonaro.“O voucher educacional é um sistema bastante simples de entender: o Estado paga, os pais escolhem, as escolas competem, o nível de ensino sobe e todos saem ganhando. Ou seja, cada família recebe uma espécie de cupom com valor pré-determinado, com o qual pode matricular seu filho em escola particular e o valor do cupom é pago diretamente à escola pelo governo”, sintetizam os autores. Nesse cenário, apesar de o governo estar financiando a educação, o processo é gerido pelos princípios da competição e livre iniciativa. 


Fonte: Gazeta do Povo

Fonte das fotos: Fotos:Divulgação SEED/Gazeta do Povo