Mesmo com novo aeroporto em Pato Branco, transporte aéreo no Paraná evolui em câmera lenta - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Mesmo com novo aeroporto em Pato Branco, transporte aéreo no Paraná evolui em câmera lenta

Por: Elite FM
Publicado em 01/01/2019
img
Imagem:Azul Linhas Áereas

Aeroporto de Pato Branco inicia voos comerciais. Dois anos depois de levantamento das intervenções prioritárias, apenas uma obra prioritária tem data para sair do papel. Janeiro de 2019 deve marcar a concretização de um avanço considerado prioritário para o transporte aéreo paranaense: o início da operação de voos comerciais regulares a partir do Aeroporto Municipal de Pato Branco, com incremento de rotas regionais. A novidade é essencial ao desenvolvimento do estado, de acordo com o Plano Estadual de Logística em Transporte do Paraná (Pelt-2035), um compilado de intervenções em infraestrutura consideradas necessárias na avaliação do Fórum Permanente Futuro 10 Paraná, capitaneado pela Federação das Indústrias do Estado (Fiep). O desenvolvimento do setor, porém, segue em câmera lenta. Com relação às medidas para alavancar o transporte via ar, o guia elaborado em 2016 lista 20 pontos que precisam ser implementadas para garantir desenvolvimento ao setor produtivo nas próximas duas décadas. O voo inaugural da rota Pato Branco-Curitiba, que será operada pela Azul, está marcado para 10 de janeiro de 2019 (inicialmente a operação será semanal, mas deve passar a diária nos meses seguintes). Após adaptações cobradas pela Agência Nacional de Aviação Civil, o aeródromo municipal foi elevado à categoria de aeroporto em setembro. Para o terminal da cidade, o Pelt previa a utilização de aviões A319, com capacidade para 124 a 156 passageiros (a depender das configurações internas), entretanto o avanço foi mais modesto. A Anac autorizou a operação de aeronaves ATR72-600, de médio porte e capacidade para cerca de 70 passageiros, utilizado em especial para viagens regionais. 


Fonte: Gazeta do Povo

Fonte das fotos: Imagem:Azul Linhas Áereas