O problema do Brasil não é a quantidade de servidores públicos. São os salários - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

O problema do Brasil não é a quantidade de servidores públicos. São os salários

Por: Elite FM
Publicado em 18/12/2018
img
Aniele Nascimento/Gazeta do Povo

Folha de pagamento bilionária dos servidores do Executivo é desafio para Jair Bolsonaro. Altos salários, carreiras complexas e aposentadorias são questões que o novo presidente precisará encarar. Os gastos da União com pessoal civil e militar – da ativa, aposentados e pensionistas – devem somar R$ 262,9 bilhões em 2019. Ao menos essa é a proposta de Orçamento para o próximo ano, primeiro da gestão de Jair Bolsonaro  frente à Presidência. E ele já assume com o desafio de lidar com o funcionalismo, uma alta despesa fixa da União. A quantidade de servidores não é o maior problema(mas um dos maiores com certeza), embora o maior sejam  os salários elevados e as potenciais aposentadorias nos próximos anos. Governos sempre contrataram com viés interesseiro e não por eficiência e cobrança de produtividade. Salários absurdos acima de 70 mil são milhares. Entre 2015 e 2017, o gasto com pessoal do Poder Executivo cresceu 17% – passou de R$ 202,7 bilhões para R$ 236,9 bilhões. Neste ano, as despesas devem fechar em R$ 241,8 bilhões. Existe uma desproporcional diferença entre salários públicos e privados.  “É real a necessidade de rever a atual configuração da APF [Administração Pública Federal] e de suas estruturas de gestão, das funções previstas na Constituição Federal, das competências regimentais”, diz o documento.1% da população recebe 20% do orçamento da União. Além disso existe a estabilidade do emprego e  desta forma o funcionário mais relapso e incompetente dificilmente é demitido.

 


Fonte: Gazeta do Povo e Elite Fm

Fonte das fotos: Imagem /Gazeta do Povo/Aniele Nascimento