Por que o salário mínimo infla os gastos federais - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Por que o salário mínimo infla os gastos federais

Por: Elite FM
Publicado em 16/12/2018

É por ter pressa que o “superministro”, Paulo Guedes, quer fazer as tais desvinculações e desindexações o quanto antes. Aí entra o salário mínimo. Nos últimos anos, ele tem sido corrigido pela inflação (medida pelo INPC) do ano anterior mais o crescimento do PIB de dois anos antes, o que na maior parte das vezes significa algum ganho real na remuneração. A questão é que o salário mínimo é o piso dos benefícios pagos pela Previdência, do Benefício de Prestação Continuada (BPC, para onde vão pouco mais de 4% das despesas primárias), do seguro-desemprego (3% das despesas primárias) e do abono salarial (1,3%).Qualquer aumento do mínimo, portanto, tem forte impacto sobre os cofres públicos. Cada R$ 1 a mais significa um acréscimo de pouco mais de R$ 300 milhões nas despesas, segundo os técnicos do Orçamento.  Se confirmado, o reajuste de R$ 48 previsto para 2019 custará perto de R$ 15 bilhões. O governo Bolsonaro não deu sinais de que planeje desrespeitar a lei que ainda rege os reajustes do mínimo, válida até 2019. O que ele pode fazer é instituir uma nova regra de 2020 em diante. 


Fonte: Gazeta do Povo