Engenheiros vistoriam pontes e viadutos nas rodovias do Sudoeste - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Engenheiros vistoriam pontes e viadutos nas rodovias do Sudoeste

Por: Elite FM
Publicado em 01/12/2018
img
Imagem:Assessoria/Antonio Menegatti

Trabalho de manutenção preventiva nas rodovias federais da região conta com conselheiro do Crea-PR. O incidente com o viaduto na Zona Oeste de São Paulo, mostrou a importância da manutenção preventiva nas chamadas “Obras de Arte Especiais” (OAE). Pontes, viadutos, túneis e trincheiras são comuns em cidades e nas rodovias. Na região Sudoeste, as estruturas mais comuns são as pontes e viadutos e estão sob responsabilidade do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), nas rodovias federais, e do Departamento de Estradas de Rodagem do Estado do Paraná (DER), nas estaduais. As rodovias federais que passam pelo sudoeste do Estado, BR 158, BR 373, BR 163 e BR 280, totalizam 392,5 km. O superintendente regional do DNIT/PR, Christiano Schineider Machado, explica que a manutenção preventiva é de grande importância para garantir a vida útil das estruturas. Na região sudoeste há 12 pontes e viadutos e dez trevos nos trechos federais. A fase atual é de limpeza de pontes e bueiros, roçadas e melhorias nas terceiras faixas ,como a que está ocorrendo na BR 158, no trecho Pato Branco – Coronel Vivida. Há um estudo do Rio Grande do Sul que mostra que 10% de excesso de peso diminui em 40% a vida útil da pavimentação. Nas rodovias estaduais sob responsabilidade do DER, as vistorias são feitas a cada dois anos, como informa o Engenheiro Civil Marcus Vinícius Pereira Arantes, superintendente da Regional Oeste, de Cascavel, que engloba os escritórios de Pato Branco e Francisco Beltrão. A situação mais crítica está na PR-280 entre Realeza e Horizonte. Por não ter balança os bitrens abusaram do excesso de carga e detonaram a rodovia, que não tem sequer 50 metros sucessivos de bom asfalto. Nunca recebeu reformas, apenas paliativos tapa-buracos que não suportam nenhum reparo. A PR 280 é a prioridade de todas As entidades do sudoeste, por ser a única via para transporte.

 


Fonte: Assessoria /Antonio Menegatti