O Paraná tem 458 médicos vindos de Cuba - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

O Paraná tem 458 médicos vindos de Cuba

Por: Elite FM
Publicado em 20/11/2018

A bem da verdade esses cubanos não são médicos, são enfermeiros treinados para a ditadura cubana ,através da OPAS, enviá-los a diversos países com  o objetivo de renda para o governo cubano numa espécie de trabalho escravo, pois o  tal de médico cubano recebe apenas 30% do salário e o governo confisca 70% desse salário. Pato Branco  é o município do sudoeste  com mais  médicos  cubanos: cinco. Em 117 cidades do Paraná, a decisão de encerrar a parceria entre os governos do Brasil e de Cuba significará, num primeiro momento, tirar todos os profissionais do Mais Médicos. Dos 399 municípios paranaenses, 106 não fazem parte do programa federal. Em outras 106 cidades, há profissionais do Mais Médicos, mas nenhum vindo de Cuba – portanto, sem previsão de qualquer impacto. Nos demais 70 municípios, há tanto cubanos como médicos de outras nacionalidades atuando no programa. Para as prefeituras, participar do Mais Médicos significa gastar bem menos do que custaria contratar profissionais. Ainda não é possível calcular o impacto do rompimento desse contrato. Sabe- que muitos médicos cubanos gostariam de ficar no Brasil e agora com o salário integral e asilo político concedido pelo novo governo e as medidas a serem tomadas pelo Ministério da  Saúde, a situação poderá se normalizar. Nos municípios do sudoeste há 35 médicos cubanos sendo que em Pato Branco e Quedas do Iguaçu ,está o maior número com 5, em Ampére, Palmas, Dois  Vizinhos, e Laranjeiras,3, em Mariópolis e Francisco Beltrão, 2 e nos demais, Bela Vista da Caroba, Chopinzinho, Clevelândia, Eneas Marques, Nova Esperança, Nova Prata, Realeza, Rio Bonito do Iguaçu e Salgado Filho,1 médico  caribenho.


Fonte: Gazeta do Povo