A reação internacional à vitória de Jair Bolsonaro - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

A reação internacional à vitória de Jair Bolsonaro

Por: Elite FM
Publicado em 30/10/2018
img

Assim que saíram os primeiros resultados que apontaram a vitória de Jair Bolsonaro (PSL) sobre Fernando Haddad (PT), os principais jornais e sites de notícias do mundo repercutiram a notícia. O The New York Times qualificou a eleição de Bolsonaro como a de um populista estridente na mais radical mudança política desde que a democracia foi instaurada há mais de 30 anos. A CNN comparou Bolsonaro ao presidente americano Donald Trump. O Washington Post aponta que Bolsonaro fez uma campanha no mesmo estilo de Trump, que ganhou as eleições  com uso maciço das mídias sociais. A agência de notícias AP revelou que o presidente eleito prometeu “limpar” o Brasil e trazer de volta “valores tradicionais” e as liberdades pessoais e que a eleição de Bolsonaro é o fruto de uma tempestade perfeita no Brasil. Segundo a Reuters, o parlamentar de extrema-direita ganhou a eleição presidencial em meio a uma onda de frustração sobre corrupção e crime que levou a uma mudança dramática para a direita na quarta maior democracia do mundo. O Wall Street Journal escreveu: “Depois de décadas, o Brasil finalmente tem a oportunidade de eleger um presidente que realmente compartilhe os valores dos brasileiros”. A Bloomberg destacou que Bolsonaro fez com  que o Brasil se movesse em direção à direita com a promessa de abrir os recursos da economia ao investimento privado. A emissora alemã DW afirmou a votação é vista como um teste de democracia na maior economia da América Latina e  descreveu  Bolsonaro como o “Trump brasileiro”. Outros jornais da Alemanha afirmaram que a eleição do “Trump dos Trópicos” poderia levar a uma mudança política radical no Brasil. O jornal alemão Die Welt afirmou que os brasileiros deram um duro tapa na cara da casta tradicional política do país. O Financial Times qualificou a vitória de Bolsonaro como sendo uma mudança em direção à direita. Os eleitores protestaram contra o declínio econômico e contra a corrupção na maior economia da América Latina. Segundo o El País, o capitão da reserva conseguiu capitalizar com a indignação de grande parte dos brasileiros e o desencanto com a classe política, se apresentando como um exemplo de limpeza. O Le Monde destacou que Bolsonaro encarnou o candidato antissistema. Outro jornal francês, o Le Figaro destacou que Jair Bolsonaro seduziu milhares de eleitores com um discurso relacionado à falta de segurança que tem atingido os lares. A agência de notícias AFP disse que Bolsonaro foi eleito com uma mensagem de mudar o destino do Brasil, graças a uma votação de mais de 57 milhões de eleitores. O argentino Clarín disse que a campanha de Bolsonaro se baseou em denúncias contra a corrupção petista e na insegurança. O jornal ainda informou que o candidato derrotado Fernando Haddad não felicitou o presidente eleito e não fez uma autocrítica sobre sua derrota. 


Fonte: Gazeta do Povo

Fonte das fotos: Imagem/Reprodução/Facebook/Jair Bolsonaro