Redes sociais exercem mais influência que a TV - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Redes sociais exercem mais influência que a TV

Por: Elite FM
Publicado em 17/10/2018

O professor da FGV, Arthur Igreja, fez uma análise sobre o quanto as redes sociais impactaram no resultado do primeiro turno das eleições 2018 no Brasil. Fake news, memes e campanhas não autorizadas disseminadas, principalmente, pelo Whatsapp, podem ter  influências nas classes  de pouca criticidade. Desde 2014, o Whatsapp ganhou uma importância gigantesca e o Twitter se tornou ainda maior. A Justiça Eleitoral, bem como Facebook, Twitter e Instagram estão se mobilizando para controlar as fake news. Porém, no Whatsapp isso é praticamente impossível. Em contrapartida  a TV perdeu  espaço e a comunicação direta entre pessoas se tornou rotina e substituiu o tempo dedicado à TV. Estudos apontam que o ser humano acaba prestando mais atenção nas fake news, pois elas foram estruturadas para causar o efeito manada e uma divulgação desenfreada, gerando uma bolha de opinião muitas vezes sem nenhuma consistência e desaparece facilmente. No Twitter, cerca de 40% dos perfis que seguem os dois candidatos que disputarão o segundo turno à presidência são falsos. Além disso, de todo o tráfego da internet, mais de 65% é operacionalizado por meio de bots (robôs). De acordo com o prof. Arthur Igreja, o Whatsapp é, além de mais usado, a ferramenta mais eficaz para espalhar notícias sobre política, com destaque, para as fake news, pela fácil disseminação. 


Fonte: (Arthur Igreja -Professor da Fundação Getúlio Vargas (FGV), especialista em Tecnologia e Inovação)