Argentinos sacrificam férias, internet e até comida à medida que a crise econômica se intensifica - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Argentinos sacrificam férias, internet e até comida à medida que a crise econômica se intensifica

Por: Elite FM
Publicado em 04/10/2018
img

  

A terceira maior economia da América Latina está sendo assolada pela inflação crescente e desvalorização de sua moeda, o que está prejudicando os mais pobres e a classe média. A terceira maior economia da América Latina está sendo assolada pela inflação crescente e desvalorização de sua moeda, o peso argentino – situação que está prejudicando a todos, desde trabalhadores, que veem o fluxo de serviços prestados diminuir, a profissionais que precisam pagar faturas de cartão de crédito com altas taxas de juros.  A turbulência é o resultado de vários fatores. Políticas governamentais pouco claras e um aumento nas taxas de juros americanas levaram os investidores a retirar seu dinheiro da Argentina e colocá-lo em títulos americanos mais seguros. Os cortes do governo nos subsídios das concessionárias levaram a um aumento nas contas de eletricidade e gás, alimentando a inflação. Além disso, a Argentina em 2018 sofreu sua pior seca em 50 anos, prejudicando as exportações de soja, uma das principais culturas.Macri se comprometeu a abrir a Argentina ao comércio internacional, reduzir impostos e cortar gastos públicos. A queda no poder de compra também atingiu a classe média, que representa cerca de 40% da população urbana do país. Para lidar com a crise, algumas famílias cancelaram o serviço de internet ou estão compartilhando com os vizinhos, enquanto outras adiaram a compra de uma nova casa ou optaram por usar o transporte público em vez de abastecer seus carros com gasolina cada vez mais cara. A Argentina passou por uma difícil crise econômica recentemente. Em 2001-2002, a economia entrou em colapso e o país deixou de pagar US$ 100 bilhões em empréstimos. Houve um enorme aumento da pobreza. A má gestão da era Kirchner é principal causa dos problemas da Argentina.


Fonte: Gazeta do Povo

Fonte das fotos: Imagem/internet/Gazeta do Povo