Onde vamos parar? - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Onde vamos parar?

Por: Elite FM
Publicado em 25/09/2018

O Brasil que vimos emergir em décadas recentes, lamentavelmente, já ganhou status de campeão de disparidades sociais. As prioridades foram 100% invertidas. Já o sonho de nos transformarmos em uma grande nação sucumbe paulatinamente por obra e graça de gestores de competência duvidosa e de políticos compromissados somente com eles mesmos, em sua maioria. Vejamos o que se passa na Educação, apenas para abrir o debate. Em tempos antigos, estudar em uma escola pública era sinônimo de um futuro bem encaminhado. Os professores eram respeitados, bem remunerados, capacitados e formavam quadros para o sucesso.Com o correr dos anos, o quadro mudou radicalmente, para pior, como você bem sabe, vê e sente. Hoje, as escolas estão sucateadas e mestres recebem salários que mal dão para o sustento. Quando um pai matricula seu filho, em regra, meio que imagina que não há muito a esperar. Talvez o garoto sai com o diploma, mas, aprender mesmo, é difícil.Temos, assim, três em cada dez brasileiros considerados analfabetos funcionais de nível primário. Cidadãos que possuem enorme dificuldade de assimilar um conjunto básico de letras e números. Sem apoio, não conseguem fazer uma conta simples, escrever uma frase bem concatenada ou identificar uma data em calendário. Isso sem falar em outros milhões de indivíduos que até leem, só que não compreendem o texto nem formulam conceitos próprios. ”Por esta razão é que as eleições, que seriam, a vassoura do bem para implantar ética e moral na gestão pública, ficam comprometidas por votos  vergonhosos  oriundos de um populismo avesso às mudanças que o Brasil precisa”.


Fonte: Antonio Carlos Lopes, presidente da Sociedade Brasileira de Clínica Médica