Federalização das escolas públicas custaria R$ 9 trilhões em 20 anos - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Federalização das escolas públicas custaria R$ 9 trilhões em 20 anos

Por: Elite FM
Publicado em 27/08/2018

Ideia de transferir instituições de ensino para a União é debatida no Senado. De acordo com a proposta, professores poderiam receber salário de R$ 15 mil. Embora representem menos de 1% das matrículas da Educação Básica, as escolas federais são, de longe, as que apresentam melhor desempenho nas avaliações de ensino. O resultado mais recente do Programa Internacional de Avaliação de Alunos (Pisa), divulgado em 2016, demonstra de forma clara essa disparidade em relação às instituições das redes municipais, estaduais e até mesmo privadas. Na pesquisa, os alunos que estudam em locais vinculados à União atingiram notas acima da média dos países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) – equiparando-se a índices de nações como a Bélgica, por exemplo. O bom desempenho é percebido, principalmente, nas avaliações de Leitura e Ciências. No índice que mede a proficiência em Leitura, as escolas federais alcançaram 528 pontos – número superior à média dos membros da OCDE (493 pontos). A entidade agrega alguns dos países mais desenvolvidos do mundo, como Estados Unidos, Alemanha e Japão – o Brasil ainda pleiteia sua condição de membro. A rede municipal, para se ter ideia, somou apenas 325 pontos nesse mesmo quesito. projeto estipula o prazo de 20 anos para a incorporação federal de escolas, obedecendo-se o limite fiscal de gastos – regido pela Emenda Constitucional 95. Aliás, essa estratégia não custaria pouco. Um cálculo  estima o valor atual  em torno de R$ 681 bilhões. Caso as federalizações durem o tempo previsto, o gasto total ultrapassaria os R$ 9 trilhões. O país precisaria elevar o PIB em 2% por ano ao longo de duas décadas para arcar com a migração. 


Fonte: Gazeta do Povo