Analfabetismo funcional é resultado da falta de investimento público - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Analfabetismo funcional é resultado da falta de investimento público

Por: Elite FM
Publicado em 19/07/2018

Apenas 8% da população brasileira entre 15 e 64 anos é plenamente capaz de entender e se expressar corretamente. Já o restante apresenta dificuldades, em graus diferentes, de entender e elaborar diversos tipos de texto, interpretar tabelas e gráficos e resolver problemas lógicos e matemáticos. Os dados são do Indicador de Alfabetismo Funcional (Inaf), estudo elaborado pelo Instituto Paulo Montenegro (PIM), a ONG Ação Educativa e o Ibope Inteligência. Segundo o indicador, existe uma escala de classificação de alfabetismo: analfabeto (4%), rudimentar (23%), elementar (42%), intermediário (23%) e proficiente (8%); quem está inserido nas duas primeiras categorias é considerado analfabeto funcional. Ideias existem. O que não existe é vontade política”. E entende-se claramente o motivo: dominar um povo ignorante é fácil e conquistá-lo basta apenas algum agradinho como as tais de benesses com dinheiro público, mas que não têm sustentabilidade por falta de infraestruturas que permitam a cada cidadão desenvolver suas capacidades para se inserir o mercado de trabalho. Está provado no mundo tudo que distribuição de dinheiro público pelo governo, foi experiência negativa, não oferece porta de saída. Obrigação do governo é implantar infraestruturas para todos, pois estas permitem que cada cidadão encontre seu trabalho digno. 


Fonte: Gazeta do Povo e Elite Fm