Fim da criação de perus no Paraná: os compradores sumiram - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Fim da criação de perus no Paraná: os compradores sumiram

Por: Elite FM
Publicado em 01/07/2018
img
O frigorífico de Francisco Beltrão abate cerca de 40 mil perus por dia numa cadeia produtiva que envolve mais de 3 mil pessoas -Henry Milléo –Gazeta do Povo

Um baque na economia beltronense. Último polo de produção de perus no estado, em Francisco Beltrão, será desativado pela BRF; unidade é uma das que foram proibidas de vender para a União Europeia neste ano. É o fim da linha para a criação de perus no Paraná. O estado que já foi líder nacional no segmento vai abater nas próximas semanas os últimos perus produzidos comercialmente. O encerramento de toda uma cadeia produtiva é reflexo do embargo imposto em maio pela União Europeia a produtos de origem animal de 20 frigoríficos brasileiros, incluindo a unidade de abate de perus da BRF em Francisco Beltrão. A BRF anunciou que até meados de agosto irá encerrar as operações envolvendo perus no Sudoeste paranaense, por tempo indeterminado. Segundo a Associação de Avicultores do Sudoeste do Paraná (Avisud), 420 famílias que vivem diretamente da atividade vão ficar sem a principal fonte de renda. “É como o desemprego. Mas a diferença é que os trabalhadores têm direitos e, nós, não”, diz Valmir Andretto, criador de 20 mil perus na região. A possibilidade de os criadores de peru migrarem para a produção de frango está praticamente descartada. Além de o setor também não passar por um momento favorável, devido às restrições à exportação, “são no mínimo R$ 200 mil em equipamentos para adaptar o barracão” - assegura o avicultor Adimir Pastre, também de Francisco Beltrão. Durante audiência pública no Senado, realizada neste mês, o vice-presidente Global de Eficiência Corporativa da BRF, Jorge Lima, havia antecipado os efeitos da crise. “Essa cadeia de perus vai estourar, temos que parar”, afirmou, acrescentando que, com o embargo europeu, a BRF não tinha mais “onde vender” as aves. Apesar da paralisação na linha de produção da ave no Paraná, em nota a BRF ressaltou que todas as demais atividades do complexo fabril - processos de frango, rações, filial de grãos e as matrizes de peru - serão mantidas.


Fonte: Gazeta do Povo

Fonte das fotos: Imagem:Reprodução/Internete/Gazeta do Povo - Henry Milleo