E se a Copa do Mundo medisse educação, ciência e qualidade de vida? - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

E se a Copa do Mundo medisse educação, ciência e qualidade de vida?

Por: Elite FM
Publicado em 23/06/2018

Se houvesse uma forma de ranquear os 32 países que disputarão o título mundial na Rússia por critérios além do futebol, o Brasil teria alguma chance de trazer o caneco para casa? A cada Copa do Mundo, é a mesma história: basta o Brasil vencer uma seleção de algum país rico que vem a enxurrada de memes e mensagens nos grupos familiares – “podemos ter vencido em campo, mas na educação e na saúde seguimos levando goleada”. A Gazeta do Povo reuniu estatísticas e índices de educação, produção científica e qualidade de vida para ver quem se daria melhor em uma eventual disputa entre as nações que vão entrar em campo. Para cada quesito, destacamos as quatro primeiras colocadas, equivalente às semifinais do futebol. Na maior parte deles, o Brasil teria problemas até para superar a primeira fase e chegar entre os 16 finalistas. No caso do Brasil, porém, se os critérios fossem estes, seria bem difícil de sonhar com cinco Copas do Mundo. No mundo inteiro, incluindo países fora da Copa, o Brasil  em educação fica em 87º lugar entre 188 nações consideradas. Em compreensão de leitura entre os 23 países considerados, ficamos em 21º lugar, à frente de Peru e Tunísia. A prova é contundente: Em 500 anos de educação, o Brasil tem cerca de 80% de analfabetos funcionais e menos de 10% de cidadãos com criticidade de emitir juízos de valor. Esta é uma razão do por que um presidiário, já condenado e com previsão de outras condenações mais escabrosas, é apontado como candidato a presidente.


Fonte: Gazeta do Povo e Elite Fm