Estudo conclui que primeiros habitantes das Américas se dividiram em dois grupos - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Estudo conclui que primeiros habitantes das Américas se dividiram em dois grupos

Por: Elite FM
Publicado em 15/06/2018

Para chegar a essa conclusão, pesquisadores analisaram genomas antigos de pessoas que viveram há até 4.800 anos no que agora são o Alasca, a Califórnia e Ontário, no Canadá. Os primeiros habitantes das Américas se dividiram em duas populações há mais de 13 mil anos, segundo um novo estudo de DNA antigo, e permaneceram separados por milhares de anos. Por fim, em algum lugar, os dois grupos voltaram a se encontrar e começaram a se misturar. "O estudo é importante porque começa a nos afastar dos modelos simplistas demais de como as primeiras pessoas se espalharam pelo continente", afirma Deborah A. Bolnick, geneticista da Universidade do Texas, campus de Austin, Estados Unidos, que não participou do estudo. As descobertas provêm de um estudo com 91 genomas antigos de pessoas que viveram há até 4.800 anos no que agora são o Alasca, a Califórnia e Ontário, no Canadá. Até a década de 1990, os sítios arqueológicos forneciam boa parte das provas da dispersão das pessoas pelas Américas. Por exemplo, existem sólidas evidências arqueológicas de que as pessoas alcançaram o sul do Chile há 14.500 anos; alguns pesquisadores chegam a argumentar que as pessoas chegaram milhares de anos antes disso. A partir de seus dados, os pesquisadores concluíram que os nativos americanos vivos descendiam de uma população de asiáticos que entrou no Alasca e depois foi para o sul, provavelmente ao longo do litoral.  


Fonte: Gazeta do Povo