Os impostos sobre a gasolina no Brasil são altos? Não é bem assim - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Os impostos sobre a gasolina no Brasil são altos? Não é bem assim

Por: Elite FM
Publicado em 13/06/2018

Outros países praticam taxas bem mais altas do que a brasileira. Aliás, existe uma grande pressão internacional para o aumento dos índices. O brasileiro paga caro pela gasolina? Na comparação com outros países do mundo, nem tanto. Nas contas da consultoria Global Petrol Prices, que monitora os valores do combustível, em dezenas de países no mundo, no dia 4 de junho o Brasil tinha a 70ª gasolina mais barata entre 166 países, com preço médio de US$ 1,23 por litro. E os impostos? Mais uma vez, a taxação do país não é especialmente alta: estava, em maio, na casa dos 43%, segundo a Petrobras. Em 2016, era menor, 38%, mas, desde 2004, está sempre acima dos 34%. Se a cobrança de México e Estados Unidos não chega nos 30% (a do México, aliás, é de apenas 13,8%), a taxação passa de 60% em boa parte dos países desenvolvidos da Europa, como Holanda, Reino Unido, Finlândia, Itália, França, Suécia, Alemanha e Suíça. “Os preços da gasolina para os consumidores finais são principalmente determinados por três componentes: o preço do óleo não processado, o custo das refinarias e distribuidoras, com suas margens de lucro, e as taxas e subsídios”, explica Steffen Hitzemann, professor de finanças da Rutgers Business School. “Muitos países, especialmente europeus, têm altas taxas por motivos ambientais. No Brasil um dos problemas do alto preço é por causa do monopólio da Petrobras no refino do óleo. Sem concorrência não há desafios de  produtividade e preços.Com mais de uma empresa de refino, seguramente o preço seria melhor para o consumidor. Se o imposto é alto, a revolta da população é o baixo retorno desses impostos. Há muitos países onde o contribuinte para imposto até mais caro ,mas paga com prazer porque desfruta dos benefícios do imposto, o que não acontece no Brasil.


Fonte: Gazeta do Povo e Elite Fm