Com medo de greve de caminhoneiros, governo revoga nova tabela de frete - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Com medo de greve de caminhoneiros, governo revoga nova tabela de frete

Por: Elite FM
Publicado em 10/06/2018

A ANTT publicou uma tabela em 30 de maio e, pressionada pelo setor produtivo, a revisou na quinta-feira (7 de junho), com valores em média 20% menores. Mas revolta de caminhoneiros fez governo anular a nova versão em poucas horas. Pressionado de ambos os lados, por empresários e caminhoneiros, o governo federal foi obrigado  a revogar a nova versão da tabela do preço mínimo do frete 4 horas após publicar a resolução. No fim da noite de quinta, o ministro dos Transportes, Valter Casimiro, se reuniu com os representantes dos caminhoneiros, que estavam insatisfeitos com as mudanças promovidas na tabela anterior. De acordo com a revisão feita pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), o preço do frete seria reduzido em média em 20%.A reunião com o ministro foi gravada pelos caminhoneiros, que já articulavam pelos grupos de WhatsApp uma nova paralisação a partir de segunda-feira (11). No vídeo, a que o jornal “O Estado de S. Paulo” teve acesso, o ministro afirma que os representantes reclamaram de alguns pontos da resolução e que, por isso, uma nova reunião foi marcada para  para rediscutir o tema. Segundo ele, a intenção é fazer uma tabela factível e que represente o custo do transporte de carga no Brasil. Na verdade o problema do frete está atrelado à lei mundial da oferta e da procura. Por que o frete está barato segundo os caminhoneiros ? A resposta é clara: tem excesso de caminhões. Com o crédito favorecido  entraram  mais de 300 mil caminhões novos e muitos estão sobrando. E  ir se posicionar contra a lei da oferta e da procura é uma guerra perdida.


Fonte: Gazeta do Povo e Elite Fm