Impacto eleitoral: quem ganhou e quem perdeu com a greve dos caminhoneiros - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Impacto eleitoral: quem ganhou e quem perdeu com a greve dos caminhoneiros

Por: Elite FM
Publicado em 02/06/2018
img
Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Assunto polêmico e tentativa de se cacifar andam quase paralelos na política, mas em ano eleitoral, a corrida é maior, e o risco, também. A paralisação dos caminhoneiros desencadeou uma corrida entre os políticos para ver quem conseguiria faturar politicamente com a crise, por pior que isso possa parecer. O que se viu nos últimos dez dias, desde que a greve começou, foi uma série de opiniões precipitadas e equivocadas, mas também acertadas, sobre como solucionar o problema e atender às demandas dos motoristas de carga. Qualquer ocasião serviu: eventos, entrevistas, discursos. A greve parou. Resta saber o reflexo para outubro. Quem perdeu ? Temer sofreu um forte abalo político por incapacidade e decisões confusas. Rodrigo Maia, pré-candidato queimou a largada com posicionamentos  desconexos. Eunício Oliveira  pecou pela paralisia tendo  até fugido de Brasília. Henrique Meirelles  assistiu de camarote e deixou aberta a panela para ser fritado. Quem ganhou com a greve foi  o governador de S.Paulo, Márcio França que de imediato tentou apontar uma solução. Raul Jungmann saiu bem em seus pronunciamentos e decisões. Os caminhoneiros ganharam algumas vantagens, mas que serão pagas por toda a sociedade. O ponto chave da solução para o consumidor brasileiro não foi tocado que é a redução dos impostos sobre os combustíveis, pois é um absurdo cobrar cerca de 50% de tributos como se os combustíveis fossem artigos supérfluos.


Fonte: Gazeta do Povo e Elite Fm