Preservativo feminino, vantagens e desvantagens - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Preservativo feminino, vantagens e desvantagens

Por: Elite FM
Publicado em 28/04/2018

Por muitos anos, a única opção para evitar uma gravidez indesejada era o preservativo masculino. Com o tempo, a popular camisinha ganhou cores, sabores e eficácia. Porém, com o advento da pílula anticoncepcional e outros métodos contraceptivos, o preservativo foi perdendo espaço. Até que, nos anos 80, surgiu uma doença assustadora, a Aids, síndrome que levou milhares de pessoas à morte. A camisinha voltou ao papel de protagonista, pois era o único método contraceptivo que impedia com certa segurança a contaminação.  Então, nos anos 1990, foi lançado o preservativo feminino também eficiente contra uma gravidez indesejada, a contaminação pelo HIV, vírus causador da Aids, e as DSTs. Desta forma, as mulheres também assumiram papel de protagonistas na escolha de como se proteger. Distribuídos gratuitamente no SUS (Sistema Único de Saúde), o preservativo feminino é um método reversível, ou seja, quando a mulher deixa de utilizá-lo, pode engravidar ou contrair doenças. O valor é maior do que o preservativo masculino. Isso, atrelado à falta de informação, faz com seja um dos métodos pouco utilizados.Com tantas facilidades de relações sexuais, as mulheres devem redobrar os cuidados já que uma gravidez indesejada ou uma doença transmissível podem causar danos irreparáveis. 


Fonte: Acontece Comunicação e Notícias