Como identificar a - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Como identificar a

Por: Elite FM
Publicado em 02/04/2018

Estudo mostra que o ser humano é altamente influenciado por más condutas no trabalho. Sua mãe estava certa. A biologia comprova que uma maçã podre pode estragar todas as outras que estiverem ao lado. Na vida social, a lógica é a mesma. Uma pessoa que age errado consegue levar um grupo inteiro para o mau caminho. Os estudiosos Stephen Dimmock e William C. Gerken se debruçaram sobre este ponto por um bom tempo e concluíram que, sim: no meio corporativo, todo mundo tem grandes chances de se deixar levar por atitudes tóxicas.Em um artigo publicado na Harvard Business Review, a dupla conclui que 37% das pessoas são mais suscetíveis a quebrar regras quando se aproximam de alguém com más condutas. São vários os comportamentos capazes de intoxicar um grupo.A coach e pesquisadora Erika Lotz, da Estácio Curitiba, lembra que é bom ficar atento a situações em que um colega desvaloriza a si mesmo, dispende muita energia para falar mal dos outros, só vê defeitos no trabalho alheio ou foca mais nas perdas do que nos ganhos mediante um modelo mental extremamente rígido. Com pessoas assim por perto, projetos grandes podem ir por água abaixo. Pode ser que relações entre amigos se fragilizem, a motivação na empresa caia e a produtividade também. Aliado à falta de comunicação, o problema pode virar uma avalanche. Empresas cuja cultura não abarque o fomento ao feedback e a políticas de transparências têm grandes riscos em contextos como estes.Um dos comportamentos mais tóxicos e virais da maçã podre da empresa  é aquele ligado à mania de perseguição constante e os culpados são sempre os outros. Além disso é sempre negativo,fofoqueiro e insatisfeito.A empresa deve se livrar dele o mais depressa possível. 


Fonte: Gazeta do Povo