O déficit de conhecimento nas universidades vem acontecendo há muito tempo. - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

O déficit de conhecimento nas universidades vem acontecendo há muito tempo.

Por: Elite FM
Publicado em 17/01/2018

Em 1990, o custo de quatro anos em uma universidade privada de elite tinha ultrapassado o preço médio de uma casa nos Estados Unidos. Mas uma pesquisa patrocinada pelo National Endowment for Humanities em 1989 constatou que a maioria dos formandos seria reprovada em um teste básico sobre alfabetização cultural e histórica ocidental: 25% não conseguiram distinguir os pensamentos de Karl Marx da Constituição dos Estados Unidos (ou as palavras de Winston Churchill das de Joseph Stalin), 58% não sabiam que Shakespeare escreveu “A Tempestade” e 42% não conseguiram apontar a Guerra Civil no período correto. Essas preocupações agora parecem quase pitorescas. O fato de os estudantes universitários terem grandes lacunas em seu conhecimento já era uma notícia antiga no início dos anos 90. Mas hoje a questão já não é saber se os alunos aprenderam corpos específicos de conhecimento; é se eles estão aprendendo alguma coisa. No livro amplamente citado “Academically Adrift” (“Academicamente à Deriva”, em tradução livre), Richard Arum e Josipa Roksa concluíram que 45% dos estudantes “não demonstraram melhora significativa na aprendizagem” durante os dois primeiros anos da faculdade. Mais de um terço (36%) “não demonstrou qualquer melhoria significativa na aprendizagem ao longo de quatro anos de faculdade”. A grande maioria dos alunos não tem a capacidade de pensar criticamente e se comunicar com efetividade.


Fonte: Charles J. Sykes/Gazeta do Povo