As universidades e os perigos da docilidade - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

As universidades e os perigos da docilidade

Por: Elite FM
Publicado em 16/01/2018

Precisamos de professores e estudantes dóceis, aqueles que não têm medo das perguntas fundamentais e das grandes coisas: aqueles que buscam a verdade. Apesar de seus rankings globais estelares, as universidades americanas estão cercadas por um clima dominante de ansiedade. Muitos estudantes e seus pais se perguntam se a faculdade vale o custo, se preocupam com os resultados educacionais ruins, percebem o estado desconfortável da política nos campi ou luta para lidar com empréstimos pesados e perspectivas sombrias após a graduação. Os estudantes estão entendendo que diplomas, habilitações, certificados, credenciais e estágios representam muito pouco para  o seu sucesso na vida e se sentem ansiosos, tímidos e perdidos, com pouca curiosidade intelectual e um senso atrofiado de propósito; presos em uma bolha de privilégio, conduzidos mansamente na mesma direção, ótimos no que estão fazendo, mas sem ideia de por que eles estão fazendo isso”. Há uma compulsão desesperada por vantagem competitiva. O padre James  explica que o estudante dócil é aquele que deseja aprender a “verdade das coisas” ou “o que é”. Querer saber a verdade das coisas é diferente de querer passar na prova. O estudante dócil não apenas aceita o que o professor diz, mas testa e julga a verdade da explicação. Ao invés da passividade, a capacidade de ensino requer uma busca e esforço ativo pela verdade, mesmo contra as opiniões do professor. Ativamente disposto a aprender, o estudante dócil testa e considera, delibera e discerne. Ele não espera apenas por afirmações para transcrever. 


Fonte: R.J. Snell- GP