Chineses correm o mundo atrás do couro de burros - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Chineses correm o mundo atrás do couro de burros

Por: Elite FM
Publicado em 14/01/2018

Após população de burros da China cair de 11 milhões para menos de 6 milhões, agora a busca acontece em países africanos e até no Brasil. Ladrões se aproveitam da demanda, arrancam couro e descartam o animal. Os burros são os principais meios de transporte de alimentos, água, lenha, bens e pessoas em muitos países. Na China, no entanto, eles têm outro propósito: a produção do ejiao, um medicamento tradicional feito de uma gelatina extraída da fervura do couro de burro. O ejiao era prescrito principalmente como suplemento para a perda de sangue e para equilibrar o yin-yang, mas hoje é procurado para uma série de males, desde retardar o envelhecimento e aumentar a libido até tratar efeitos colaterais da quimioterapia e prevenir a infertilidade, o aborto espontâneo e a irregularidade menstrual. Mesmo o ejiao existindo há séculos, sua popularidade moderna começou a crescer em torno de 2010, quando empresas como a Dong-E-E-Jiao – a maior fabricante chinesa – deram início a campanhas publicitárias agressivas. Quinze anos atrás, meio quilo de ejiao era vendido por US$9; agora, custa cerca de US$ 400.À medida que a demanda foi aumentando, a população de burros da China - que já foi a maior do mundo - caiu de 11 milhões para menos de 6 milhões, e algumas estimativas contam possivelmente apenas 3 milhões. Então, as empresas chinesas começaram a comprar couro de burro de países em desenvolvimento. De uma população global de 44 milhões, cerca de 1,8 milhão de burros são abatidos por ano para produzir o ejiao, de acordo com um relatório publicado no ano passado pelo Donkey Sanctuary,uma organização sem fins lucrativos com sede no Reino Unido.


Fonte: Gazeta do Povo