92% das resoluções de fim de ano são ignoradas; saiba como manter as suas - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

92% das resoluções de fim de ano são ignoradas; saiba como manter as suas

Por: Elite FM
Publicado em 31/12/2017
img
Segundo pesquisa, maioria das pessoas larga a lista de metas para o novo ano antes de fevereiro. Foto: Unplas/Gazeta do Povo

Segundo pesquisa, maioria das pessoas larga a lista de metas para o novo ano antes de fevereiro. De acordo com uma pesquisa do WalletHub, até 92% das resoluções de ano novo acabam falhando —nos Estados Unidos,  por exemplo, as pessoas tendem a desistir de 80% de seus votos já em fevereiro. Outras pesquisas mostram que o problema pode estar na própria meta. No fim de 2016, as resoluções mais populares continham itens como “ser saudável”, “ser organizado”, “viver a vida plenamente”, “aprender mais hobbies”, “gastar menos/economizar mais”. De acordo com a fundadora do Peak Health 360, Julie Weidenfeld, metas sem consistência são o principal motivo para desistência. Ela separou algumas dicas, que foram publicadas no site Moneyish. Confira: Entenda: Saber o motivo pelo qual a meta foi estabelecida é essencial. É mais importante saber por que você quer perder 5 quilos do que simplesmente escrever “perder 5 quilos”. Alguns exemplos: perder porque o médico disse que tenho tendência a diabetes. Tenha um plano de ação: Prazos realistas estão na alma de uma meta bem desenhada. Isso ajuda a rastrear a evolução do plano e incentiva a chegada. Estabelecer pequenas metas ao longo dos meses até chegar ao fim do ano é um bom incentivo. Peça ajuda: Principalmente quando há relação com dinheiro e contabilidade, pedir ajuda de algum amigo ou profissional que entenda do assunto pode ajudar muito. Para outras metas, estabelecer parceria com alguém próximo é um incentivo interessantíssimo: faça dieta em pares, por exemplo. Premie-se: Pequenos agrados incentivam no cumprimento de metas. Em empresas, eles são traduzidos em bônus financeiros, mas você pode se presentear com algo que importe para si – sem trapacear.


Fonte: Gazeta do Povo

Fonte das fotos: Imagem /Reprodução/Foto: Unplas/Gazeta do Povo