O bê-a-bá do Bitcoin - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

O bê-a-bá do Bitcoin

Por: Elite FM
Publicado em 28/12/2017

Ela não é de papel, mas pode ser guardada em carteiras; está valorizada, mas tem alta volatilidade. Veja como funciona o bitcoin. Você já deve, no mínimo, ter ouvido falar do bitcoin. Antes uma palavra restrita a nichos específicos da área de tecnologia, a moeda digital está gradualmente virando um assunto de mesa de bar. Porém, nem todo mundo entende a lógica por trás dessa nova forma de pensar o dinheiro, movida a supercomputadores e mineração de dados. Lançado em 2009 por Satoshi Nakamoto, pseudônimo do criador — ou criadores — do bitcoin, ela é a mais popular entre as criptomoedas, ou moedas digitais. Ao contrário do dinheiro comum, regulado por sistemas bancários, essas moedas têm um controle descentralizado: sua valorização ou desvalorização é condicionada apenas pelo volume de usuários e de dinheiro disponível. No fechamento desta matéria, o bitcoin estava cotado a US$ 3,9 mil (R$ 12,3 mil) uma flutuação gritante se comparada aos US$ 966 (R$ 3,1 mil) do primeiro dia do ano. A volatilidade, claramente, é grande. "Há um plataforma em que as pessoas se manifestam sobre compra e venda das moedas e essa plataforma faz os ajustes, as trocas. Há empresas comecem a aceitar o bitcoin como forma de pagamento por produtos e serviços. Todas as transações feitas com bitcoin ficam anotadas em um banco de dados público,chamado blockchain. A tecnologia funciona como se fosse um livro-caixa criptografado de onde os dados não podem ser apagados. Ao final de cada bloco, é gerada uma chave e é partir dela que o próximo bloco será iniciado. Todos os usuários têm acesso a ela e só precisam dispor do conhecimento técnico necessário para lidar com a torrente de dados. Cuidado com pirâmide. Se te prometem algo, não cai nessa. Bitcoin não tem dividendo. Um bitcoin ainda vai ser um bitcoin em um mês. Se alguém prometer juros sobre isso, fuja". A última dica é nunca deixar suas moedas digitais flutuando na rede. Ainda que elas não sejam um bolo de notas, é possível guardá-las em uma carteira, um tipo de software feito especificamente para o armazenamento delas. Quando você compra o bitcoin no site, ele fica dentro da empresa. Se o site sai do ar, você perde o acesso aos seus bitcoins". O mundo das moedas digitais ainda vai crescer muito, mas não dá para saber quais moedas vão permanecer". 


Fonte: Gazeta do Povo