Mais uma vez, Proteste encontra fraude em 5 marcas de azeite de oliva - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Mais uma vez, Proteste encontra fraude em 5 marcas de azeite de oliva

Por: Elite FM
Publicado em 21/12/2017

Associação testou 29 azeites de oliva e encontrou cinco marcas que misturam outros óleos ao produto e seis azeites que não se  caracterizam  como” extravirgem”. A Associação Brasileira de Defesa do Consumidor – Proteste testou pela sétima vez (a terceira em 2017) as marcas de azeite de oliva vendidas no varejo brasileiro. Cinco das 29 marcas com rótulo de azeite de oliva foram desclassificadas por terem outros óleos vegetais em sua composição e outra seis foram reclassificadas para azeite de oliva virgem após análise sensorial de especialistas (e não extravirgem, como informado no rótulo). As marcas Malaguenza, Lisboa , Tradição Brasileira, Borgel e Do Chefe,apresentaram misturas e foram desclassificadas e não podem ser chamadas de azeite. Foram classificadas como óleos lampantes, ou seja, produtos com cheiro forte e acidez elevada, feitos  com o lixo das azeitonas. As  marcas Tordesilhas, Broto Legal, Serrata , Mondegão, Beirão  e La Española  que apresentam o rótulo  enganoso de extravirgem, sendo apenas virgem, o que é bem diferente. O preço do bom extravirgem é mais elevado, em torno de R$ 25.


Fonte: Gazeta do Povo