Guerra interna entre favoráveis e contrários à permanência no governo Temer não pode ameaçar o apoio às reformas. - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Guerra interna entre favoráveis e contrários à permanência no governo Temer não pode ameaçar o apoio às reformas.

Por: Elite FM
Publicado em 27/11/2017

Praticamente desde o seu surgimento, o PSDB se caracterizava por reunir filiados de matizes ideológicos bem distintos, tendo desde egressos do terrorismo armado contra a ditadura militar até políticos de postura mais liberal em temas econômicos e conservadora em assuntos de ordem moral. Tantas forças internas antagônicas talvez expliquem por que o partido acabou entrando para o folclore político como uma legenda sempre “em cima do muro”, ainda que, na média, adote mais políticas de centro-esquerda, a julgar pelo que seus principais líderes (como o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso) defendem. Mas o partido nunca se mostrou tão fragmentado quanto agora, quando intrigas internas se tornam públicas. O PSDB, assim, se desfaz a olhos vistos, vítima de pressões internas e externas. Um governo declaradamente reformista, mas que por outro lado se mostra moralmente comprometido com os partidos que alimentam a sanha por cargos públicos para fins pessoais e eleitoreiros, quando a sociedade quer que cargos públicos  sejam atribuídos por competência e exemplaridade de vida.


Fonte: Gazeta do Povo e Elite Fm