Meio Ambiente: Supremo vai decidir se pode ou não sacolinhas plásticas nos supermercados - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Meio Ambiente: Supremo vai decidir se pode ou não sacolinhas plásticas nos supermercados

Por: Elite FM
Publicado em 08/11/2017
img

O município de S.Lourenço D’Oeste já não usa mais sacolas plásticas há muito tempo, embora com alguma resistência, a população aprova a medida. As sacolinhas plásticas que embalam suas compras no supermercado, são reaproveitadas como sacos de lixo,  seguem para os aterros  e levam centenas de anos para se decompor. Por decisão do ministro Luiz Fux, apoiado pelos outros 10 ministros, a Suprema Corte deve bater o martelo sobre o pode-não-pode das sacolinhas. O que provocou a decisão foi a discussão da constitucionalidade de uma lei do município de Marília, no estado de São Paulo. Ela exige a substituição das sacolinhas por material biodegradável.O direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado é direito constitucional fundamental, e sua proteção cabe a todos os entes da federação”, alega a ação. O Supremo ainda não tem data para colocar o assunto em pauta no plenário para discussão. Enquanto o papel leva pelo menos três meses para se decompor, as sacolas plásticas, utilizadas em supermercados e lojas, levam de 100 a 400 anos. Já as latas de alumínio demoram entre 100 e 500 anos para decomposição na natureza. Sabe-se que mais de 90% do lixo pode ser reciclado e diariamente milhões de sacolas plásticas vão para os lixões. Em S.Lourenço D’Oeste até  o prefeito tinha prometido, em campanha, que iria revogar a proibição das sacolinhas, mas a Câmara negou e a população também aprova a continuidade da medida.


Fonte: Agência do Rádio Brasileiro

Fonte das fotos: Rádio Elite Fm/Arquivo