Carregar o celular à noite faz mal? Essa e outras dúvidas sobre bateria de celular - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Carregar o celular à noite faz mal? Essa e outras dúvidas sobre bateria de celular

Por: Elite FM
Publicado em 12/10/2017
img

Apesar de ter se tornado um item essencial em nossa vida, as baterias de celular ainda são cercadas por dúvidas e mitos.  Muitos dos mitos vieram da época em que os celulares usavam bateria de níquel-cádmio. Outras dúvidas surgem no dia a dia de uso, como saber a melhor hora para recarregar a bateria e por que ela perde capacidade de reter energia com o passar dos meses. O efeito memória é da época das baterias de níquel-cádmio. Isso deixou de acontecer a partir das baterias de íons de lítio e as baterias dos celulares atuais não “viciam”. Você pode carregar a partir do momento em que o aparelho indicar sinal fraco de bateria, o que varia de fabricante para fabricante. Quanto a interromper a carga antes de chegar a 100%,não há consenso, mas o melhor é deixar  que chegue próximo a mais de 90%.Quanto a  deixar carregando à noite, toda, não há problema, porque o celular tem um dispositivo que evita a sobrecarga depois de chegar a 100%.Recomenda usar carregador oficial  para o aparelho. Não carregar o celular entre as pernas em viagens para evitar o superaquecimento e não remover a bateria sem  absoluta necessidade, pois ela é a peça mais sensível do celular. Já estão produzindo celulares nos quais  a bateria  fica irremovível. A umidade é  inimiga do celular.A Apple diz ao usuário para que “carregue sua bateria de íon de lítio Apple quando quiser”, exemplificando da seguinte maneira: “você pode usar 75% da capacidade da bateria em um dia, depois dar uma carga completa durante a noite. Se você usar 25% no dia seguinte, terá descarregado 100%, e os dois dias vão equivaler a um ciclo de carga”. A Apple ainda diz que as suas baterias são projetadas para “manter pelo menos 80% da capacidade original e possibilitar mais ciclos de carga”.


Fonte: Gazeta do Povo

Fonte das fotos: Imagem Photo Digital/Reprodução/Pixabay