Níveis de doença e stress entre os professores são alarmantes - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Níveis de doença e stress entre os professores são alarmantes

Por: Elite FM
Publicado em 11/09/2017

Pesquisas mostram que as exigências da profissão e a falta de estrutura têm gerado afastamentos num ritmo elevado. Prognóstico é negativo. A julgar por pesquisas recentes, a falta de professores nas escolas deve se tornar um problema grave no Brasil no futuro próximo - seja por adoecimento, seja por desestímulo pela carreira interesse na carreira.Levantamentos feitos pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) e pelo Conselho Nacional de Secretários de Estado da Administração (Consad) entre 2011 e 2017 mostram que a insatisfação dos professores brasileiros da rede pública chegou a níveis alarmantes. O grande fator negativo é que profissionais iniciantes estão mais desmotivados do que os profissionais mais experientes.Segundo a professora Juliana Radaelli, do departamento de Psicologia da PUCPR, as más condições de trabalho estão ligadas diretamente ao desinteresse pela profissão: a docência acaba se tornando a última das opções de profissionais especializados em suas respectivas áreas. “Registramos depoimentos de jovens professores que já pensam em abandonar a profissão. Podemos pensar que, em um futuro não muito distante, não teremos muitas pessoas dispostas a ensinar”, prevê. O problema vai mais além: mais de 35% dos professores com menos de10 anos de profissão geram  a síndrome de Burnout, que se revela em esgotamento físico e mental cujas consequências podem levar à depressão, dependência química e, em casos extremos, ao suicídio.


Fonte: Gazeta do Povo