Quase R$ 6 bilhões em 4 anos: Mais Médicos foi mais generoso com Cuba do que BNDES - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Quase R$ 6 bilhões em 4 anos: Mais Médicos foi mais generoso com Cuba do que BNDES

Por: Elite FM
Publicado em 07/09/2017

Governo cubano embolsa 75% do “salário” dos médicos enviados pela ditadura de Raul Castro. É mais do que o BNDES?emprestou para construir o Porto de Mariel e o aeroporto de Havana. Uma planilha do Ministério da Saúde obtida pelo site O Antagonista revela que o governo brasileiro gastou R$ 5,7 bilhões em quatro anos com o Programa Mais Médicos, que trouxe profissionais de Medicina cubanos para atuar em alguns rincões do país. Pelo acordo firmado durante o governo da ex-presidente Dilma Rousseff, o valor total inicialmente é repassado à Organização Panamericana de Saúde (Opas), mas 75%  vai parar nas mãos do ditador cubano.Do total, R$ 4,3 bilhões foram gastos com a chamada “bolsa-formação”, o nome que se dá ao “salário” dos médicos. Como o governo de Cuba embolsa 75% do valor pago pelo governo brasileiro, isso significa que algo em torno de R$ 3,2 bilhões foram parar nos cofres da ditadura de Raul Castro.O Antagonista destaca que esse valor é superior aos R$ 2,9 bilhões em empréstimos concedidos pelo BNDES para obras do Porto de Mariel (R$ 2,4 bilhões), aeroporto de Havana (R$ 525 milhões) e para construção de fábricas locais (56 milhões). Significa dizer que o Brasil entregou ao governo cubano dinheiro suficiente para construir outro porto, outro aeroporto e mais fábricas. Com a diferença de que, nesse caso, o dinheiro não será devolvido.


Fonte: Gazeta do Povo