Bancarrota brasileira: se o país fosse uma empresa, estaria falido - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Bancarrota brasileira: se o país fosse uma empresa, estaria falido

Por: Elite FM
Publicado em 13/07/2017

Ruína das finanças públicas está na origem da recessão e, da forma como tem sido administrada, dificulta a superação da crise no Brasil. Brasil deve a ONU mais de R$ 1,7 bilhão.  A questão agora é: onde dá para cortar fazendo o menor estrago? Ou então: onde o barulho será menor. Não custa lembrar: o esforço que a equipe econômica está fazendo não é para fechar as contas no azul, mas sim para evitar que o saldo negativo seja ainda pior que o programado.  Na gestão de Dilma Rousseff, o governo passou alguns anos recorrendo a malabarismos contábeis para camuflar a verdadeira situação das contas públicas. “O governo não vai à falência porque tem mecanismos próprios de financiamento. Se fosse uma empresa, teria baixado as portas pelo menos um ano atrás. Para ele, a população que hoje é vítima do descalabro também tem sua parcela de culpa.“A situação a que o governo e o país chegaram tem a ver com as escolhas que a sociedade fez ao eleger seus representantes. Assinou um cheque em branco e agora eles estão mandando a fatura.”Em resumo: a corrupção,o assalto ao dinheiro público,a esbórnia de favores e benefícios com salários e mordomias absurdas destruíram o  país  e o povo deve se conscientizar de que é preciso começar de novo,primeiro  não reelegendo ninguém e a sociedade ter mais senso de cobrança.


Fonte: Gazeta do Povo