A difícil recuperação pós-pandemia - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

A difícil recuperação pós-pandemia

Por: Elite FM
Publicado em 18/03/2021
img
Imóveis comerciais para alugar durante a pandemia de cororonavírus: pandemia levou ao fechamento de dezenas de milhares de negócios em todo o país-Foto: Lineu Filho/Tribuna do Paraná

A palavra “planejamento” comporta várias definições, e uma delas diz que “planejar significa prever para prover”. Ou seja, prever problemas e necessidades para prover medidas e ações capazes de resolver os problemas e atender às necessidades. De forma simplificada, as catástrofes podem ser listadas em três grupos: aquelas que causam destruição, embora tenham prazo curto de duração (caso de um terremoto); as que causam destruição e têm prazo médio de duração (caso de uma pandemia, uma seca, que dure um ou dois anos, por exemplo); e aquelas cujo processo de destruição se estende por muitos anos, a exemplo da Segunda Guerra Mundial, que começou em 1939 e foi até 1945. A pandemia do coronavírus já apresentou duas marcas: é uma catástrofe de alcance mundial, que está castigando praticamente ao mesmo tempo todos os países, e já dura mais de um ano sem que se saiba quando será totalmente superada. A economia mundial sai muito debilitada em seus pilares mais importantes: o produto, o emprego, a renda pessoal, a pobreza e a desigualdade social. A queda do produto nacional e o aumento do desemprego bastam para ampliar a pobreza, aumentar o sofrimento das classes de menor renda e desorganizar o sistema produtivo. O Brasil terá duros anos pela frente para sair da crise na qual foi lançado pela pandemia. Além disso o Brasil passa por momentos delicados quando a Justiça tarda, falha fazendo com que a sociedade  entenda que o “crime compensa”. Aliás o grande câncer do Brasil é a corrupção instalada em  todos os quadrantes nacionais. Impera a cultura da vantagem sem os limites da ética e moral. O auxílio emergencial é um exemplo claro da corrupção quando mais de 54 milhões de recursos desviados pelas mais variadas malandragens.


Fonte: Gazeta do Povo e Elite Fm