É uma nova Covid”, diz gestor da Sesa sobre agressividade da variante do coronavírus - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

É uma nova Covid”, diz gestor da Sesa sobre agressividade da variante do coronavírus

Por: Elite FM
Publicado em 17/03/2021

Ao longo da carreira, o médico Vinícius Filipak se acostumou a encarar crises no sistema de saúde, mas nunca do tamanho de uma pandemia. Ex-socorrista do Siate e ex-diretor do Hospital Cajuru, um dos prontos-socorros mais sobrecarregados de Curitiba, Filipak é gestor da Secretaria Estadual de Saúde (Sesa). Em termos de medicina, de tratamento, planejamento, muda de alguma forma com a nova variante? O médico Vinícius Filipak revela: ”Não há nenhuma medida nova nessa nova cepa em relação à anterior. O que há é que ela é muito mais transmissível e por isso tem que se aumentar a intensidade do isolamento, cuidado dobrado com máscara, com álcool em gel e, principalmente, em não se formar aglomerações. A Covid não se transmite por telefone, por Whatsapp. Ela se transmite quando você entra em contato com outras pessoas. Por isso esse contato tem que ser restrito. Quando a pessoa é contaminada, aí deve-se ter o melhor atendimento médico possível dentro do que é viável. Só que neste momento na sociedade brasileira, no SUS, que é o melhor sistema universal de saúde do mundo, não há mais recursos sobrando para atendimento da Covid. As estatísticas mostram que a Covid é praticamente uma sentença de morte para duas pessoas a cada 100 infectadas. A mortalidade é de 2%. Ou seja, se quem estiver transmitindo a doença atingir 100 pessoas, ela está condenando à morte duas delas, pessoas que pode ser que ela nem conheça”.


Fonte: Gazeta do Povo