Nove em cada 10 mulheres não confiam em órgãos oficiais de combate à violência - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Nove em cada 10 mulheres não confiam em órgãos oficiais de combate à violência

Por: Elite FM
Publicado em 12/03/2021
img
Foto: Internet/Foto: Paulo Pinto/AGPT

A conclusão é de uma pesquisa realizada pelo Instituto AzMina, em parceria com a consultoria Plurix, com 437 mulheres e homens de todo o Brasil. Foi com base nessas descobertas que o Instituto AzMina desenvolveu novas ferramentas para o aplicativo PenhaS, que teve nova versão lançada no dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher. O PenhaS reúne informação, redes de apoio, acolhimento e pedido de ajuda para mulheres em situação de violência doméstica. "As mulheres ouvidas pela pesquisa mostram que querem acabar com a violência, mas nem sempre querem envolver a polícia para que isso aconteça, então elas precisam ter meios alternativos, o que demanda não só melhores políticas públicas, mas também uma conscientização da sociedade. E o PenhaS é uma das iniciativas para colaborar com o enfrentamento da violência", diz Marília Taufic, idealizadora do PenhaS. A pesquisa mostra que o problema começa na identificação da violência: 51% das mulheres responderam não sofrer ou já ter sofrido violência, por meio de pergunta direta. Mas ao serem questionadas de forma indireta sobre violências, a pesquisa do Instituto AzMina apurou que, da amostra total de mulheres, apenas 28% não sofrem violência, sendo a psicológica a mais frequente delas. Dos homens que responderam à pesquisa, 35% afirmaram já ter praticado algum tipo de violência em seus relacionamentos. "O PenhaS conscientiza mulheres sobre as violências sofridas e também sobre seus direitos para que elas rompam o ciclo da violência doméstica com autonomia", explica Marília Moreira, coordenadora do PenhaS, do Instituto AzMina. O anonimato é garantido para mulheres que se declaram em situação de violência. 


Fonte: (Raquel Kuhn Pereira raquel.kuhn@inpresspni.com.br)