Sete dias ou uma semana? Nem sempre números representam a realidade - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Sete dias ou uma semana? Nem sempre números representam a realidade

Por: Elite FM
Publicado em 28/02/2021

Não há nenhuma novidade em estatísiticas, pois os números podem conter viés interesseiro. Em 1954, o escritor Darrell Huff publicou o livro Como mentir com estatística, que permanece um clássico, recomendado pelo empresário Bill Gates. Nesta obra, Huff comenta o fascínio que as pessoas costumam ter por números e o quanto os consideram necessariamente verdadeiros, mesmo sem saber de que forma os pesquisadores chegaram a eles. “Alguns invernos atrás”, escreve o autor na introdução da obra, “doze cientistas relataram, de forma independente, dados sobre comprimidos antihistamínicos.Todos mostraram que um  percentual  considerável de resfriados melhorava depois de algum tipo de tratamento. Houve um grande rebuliço, pelo menos nas propagandas, e um crescimento súbito na oferta de medicamentos”. O problema, diz ele, é que os dados “baseavam-se em uma eterna esperança e em uma curiosa recusa em enxergar, para além das estatísticas, um fato conhecido de longa data. Como observou há algum tempo Henry G. Felsen, um humorista sem qualquer autoridade médica, um tratamento apropriado cura um resfriado em sete dias, mas, se deixado em paz, ele vai durar uma semana”. Em resumo, afirma, “a linguagem secreta da estatística, tão atraente em uma cultura voltada para os fatos, é empregada para apelar, inflar, confundir e levar a simplificações exageradas”.

 


Fonte: Gazeta do Povo