Contagem regressiva para 2030 - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Contagem regressiva para 2030

Por: Elite FM
Publicado em 07/01/2021
img
Brasil conseguiu reduzir a pobreza em ano de pandemia, mas efeito é temporário-Foto: Ricardo Oliveira/AFP

Este janeiro é o primeiro mês do primeiro ano da terceira década do século 21 e o relógio do IBGE informa que o país inicia o ano com 212,5 milhões de habitantes. Já começou a contagem regressiva para o desafio brasileiro de, nos próximos dez anos, fazer a renda por habitante chegar ao fim da terceira década, em 2030, maior que o valor atingido no fim da primeira década deste século, em 2010. Tantas foram as previsões feitas sobre a queda do Produto Interno Bruto (PIB) em 2020 que, após concluídas e revisadas as estatísticas nas próximas semanas, os dados sobre a recessão mostrarão o real tamanho da queda no PIB. A única coisa certa até o momento é que o tombo será um pouco menor que o da recessão acumulada no biênio 2015-2016. A causa principal foi a pandemia, portanto, uma catástrofe natural sem culpa de qualquer governo, diferentemente da recessão dos dois anos iniciais do segundo mandato de Dilma Rousseff, cujas causas foram os erros de política econômica cometidos pelo governo, com alguma colaboração dos problemas internacionais. Os brasileiros, considerados pobres pela medida do PIB por habitante, terminaram esta segunda década mais pobres que no fim da primeira década, pois a combinação de queda do PIB com o aumento populacional levou a renda per capita (que é exatamente a mesma medida do PIB por habitante, olhada pelo lado da renda) a ser, no fim de 2020, inferior ao que era no fim de 2010. O Brasil teve mais uma “década perdida”, fazendo o combate à pobreza regredir em duas das quatro últimas décadas. Se o Brasil desperdiçar também esta terceira década do século 21, confirmará para o mundo que, apesar da abundância de seus recursos naturais, aqui há uma sociedade e um governo incapazes de eliminar a miséria e reduzir a pobreza.


Fonte: Gazeta do Povo