Chapas há 20 anos no poder das universidades e Bolsonaro quer fazer valer a lei na escolha de um dos 3 da lista tríplice - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Chapas há 20 anos no poder das universidades e Bolsonaro quer fazer valer a lei na escolha de um dos 3 da lista tríplice

Por: Elite FM
Publicado em 22/12/2020

Ao ser eleito em 2018, Jair Bolsonaro quebrou esse costume de indicar o primeiro da lista tríplice para reitores de universidades federais o que lhe permite a lei: escolher não o primeiro nome escolhido pelo conselho universitário, mas o segundo ou o terceiro. Para Bolsonaro, as reitorias estão dominadas por partidos políticos – a maioria de esquerda. Para tentar burlar a escolha de Bolsonaro de um nome que não fosse o preferido pelo conselho universitário, instituições implementaram um artifício: ao invés de enviar em lista tríplice os nomes mais votados nas “eleições acadêmicas”, algumas universidades decidiram enviar um nome da sua confiança e outros dois da mesma chapa, chamados de “laranjas”, impedindo que grupos diferentes assumam o controle da universidade. Essa estratégia foi utilizada, por exemplo, na Universidade Federal de Grande Dourados (UFGD), do Mato Grosso do Sul e na Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB). O governo do PT intencionamente quis formar uma linha esquerdista nas universidades. Fachin do STF aponta que o presidente deve escolher o primeiro da lista, o que é inconstitucional, já que o presidente pode optar por um dos três. Muito estranho um ministro do STF discordar do que está na constituição. 


Fonte: Gazeta do Povo