Covid-1995% de proteção? Como é calculada a taxa de eficácia das vacinas - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Covid-1995% de proteção? Como é calculada a taxa de eficácia das vacinas

Por: Elite FM
Publicado em 10/12/2020
img
Técnico trabalha com a vacina contra Covid-19 da Universidade de Oxford/AstraZeneca no Jenner Institute| Foto: John Cairns/University of Oxford / AFP

Nas últimas semanas, foram várias as boas notícias sobre as vacinas que estão sendo testadas contra o novo coronavírus. Superando expectativas, quatro vacinas candidatas anunciaram que os resultados dos testes avançados demonstraram eficácia de 90% ou mais. o Reino Unido aprovou para uso emergencial a vacina da Pfizer e da BioNTech, que começou a ser distribuída a partir de terça- feira,8, no país. As empresas informaram que o imunizante teve eficácia de 95% na fase 3 dos testes clínicos. Isso não significa exatamente que 95 em cada 100 pessoas que se vacinarem estarão protegidas contra a infecção, como pode parecer. A lógica usada no cálculo leva em conta a proporção de infecções entre pessoas vacinadas e não vacinadas. "A fase 3 dos testes de vacinas é feita com um grande número de voluntários, de diferentes idades, gêneros e etnias, que são divididos aleatoriamente em dois grupos: um recebe a vacina e o outro recebe um placebo (uma vacina "falsa", que não tem efeito). Os participantes e os pesquisadores não sabem quem pertence a cada grupo até o final do estudo. Os pesquisadores então esperam até que um número suficiente de pessoas contraia a doença para que seja possível comparar as taxas de infecções entre os voluntários vacinados e os não vacinados. Em seguida, é calculada a proporção de infectados em cada um dos dois grupos, e a eficácia é calculada pela redução proporcional do risco entre esses dois grupos. Se entre os doentes não houver ninguém do grupo que tomou a vacina, a eficácia é de 100%. Por outro lado, se o número de infectados for igual entre os vacinados e os não vacinados, a vacina tem 0% de eficácia. Uma eficácia de 90%, portanto, significa que houve uma redução de 90% no número de casos que se esperaria se todos os participantes não tivessem sido vacinados.


Fonte: Gazeta do Povo