Como o resultado das eleições muda a correlação de forças no Congresso e afeta o governo - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Como o resultado das eleições muda a correlação de forças no Congresso e afeta o governo

Por: Elite FM
Publicado em 06/12/2020
img
Eleições municipais fortaleceram o bloco Centrão-Foto: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo

O resultado das eleições municipais de 2020 vai alterar a correlação de forças no Congresso Nacional nos próximos anos. Legendas como PP e PSD, que cresceram no pleito de novembro, devem dar as cartas na Câmara e no Senado a partir de agora. O DEM, que também saiu fortalecido nas urnas últimas eleições, já se articula para ratificar sua posição de independência frente ao governo federal, ao lado de PSDB e MDB. Por outro lado, as eleições ligaram o sinal de alerta para o PT, inclusive na executiva nacional. Há receio dentro do partido de perder espaço no Congresso Nacional, principalmente para o Psol. Ao fim das eleições desse ano, o DEM foi o partido que mais cresceu — ganhou 191 prefeituras, passando de 272 em 2016 para 463 esse ano - seguido de PP, que elegeu 685 prefeitos, 187 a mais que no último pleito municipal. O MDB manteve o maior número de prefeituras, embora em número menor que em 2016; o PT encolheu, não elegeu prefeito de capitais e perdeu 74 prefeituras entre as duas eleições. Com essa nova configuração partidária nos municípios, deputados do PP e do PSD já admitem nos bastidores que serão mais pressionados por prefeitos pela obtenção de verbas do governo federal. Por essa razão, há um sentimento geral de que partidos como PL, PP e PSD precisam votar em bloco em favor do deputado Arthur Lira (PP-AL), líder do Centrão e candidato a presidente da Câmara, para conseguir manter a interlocução com o governo federal. E, dessa forma, poder agraciar prefeitos dessas siglas. 


Fonte: Gazeta do Povo