Amantes, bigamia e poligamia: como a Justiça está destruindo os valores da família - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Amantes, bigamia e poligamia: como a Justiça está destruindo os valores da família

Por: Elite FM
Publicado em 22/11/2020
img
Imagem/Print/https://www.gazetadopovo.com.br/vozes/cristina-graeml/bigamia

Bigamia, poligamia e até o eufemismo "poliamor", usado pelos adeptos da libertinagem, podem parecer "coisa das arábias", onde sultões mantém dezenas de mulheres em haréns para satisfazer seus prazeres sexuais e homens comuns são autorizados a ter mais de uma esposa debaixo do mesmo teto. Mas não é exagero dizer que tais ideias avançam sorrateiramente pela sociedade brasileira. Na última década vários casos ocorridos em cartórios e nos tribunais abriram brechas para que assuntos antes restritos a quatro paredes (às vezes em casas de amantes) começassem a ganhar vulto de forma a incutir nas pessoas a noção de que determinados comportamentos devem ser tolerados. Nos tribunais de Justiça e, da forma como vem sendo decidida, abrem-se portas para a aceitação de bigamia e poligamia. Questões familiares, quando chegam à Justiça, deveriam ser analisadas apenas dentro do que diz a lei. Quando os limites da moralidade são quebrados, todos ficam ao relento. Não é, portanto, a liberdade individual que está em jogo nos processos de amantes e sim, o direito coletivo à segurança jurídica e à manutenção dos costumes aceitos e seguidos pela maioria. 


Fonte: Cristina Greml-Gazeta do Povo