Água não é maior preocupação na volta às piscinas na pandemia. Veja os cuidados - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Água não é maior preocupação na volta às piscinas na pandemia. Veja os cuidados

Por: Elite FM
Publicado em 10/11/2020
img
Dentre as mudanças adotadas,limitação de uma pessoa por raia e higienização constante das áreas públicas são as mais comuns-Foto: Bigstock/Gazeta do Povo

Dias com temperaturas quentes, vontade de usar a piscina para relaxar ou se exercitar. Mas, em tempos de pandemia, quais os riscos? "Não existe contaminação pela água; é impossível", acalma a infectologista Roberta Schiavon Nogueira. "O coronavírus não tem sobrevida na água. Além disso, o cloro mata todos os agentes bacterianos. O problema é a aglomeração", diz.Com a reabertura das áreas recreativas e o retorno das aulas aquáticas, academias, condomínios e clubes adaptaram seus ambientes. Entre as mudanças adotadas,limitação de uma pessoa por raia e higienização constante das áreas públicas são as mais comuns. Há escolas com um sistema de agendamento das aulas, restringindo o número de alunos, além de respeitar o espaçamento de dois metros durante as aulas de hidroginástica e limite de dois participantes por raia nas de natação. A cautela com a máscara nos locais de piscina deve ser ainda maior. De acordo com a infectologista Roberta, o ideal é levar uma máscara nova dentro de um saco que impeça a umidade para ser usada após o nado. "Quanto mais úmido o ambiente, menor a durabilidade da máscara", diz. "Existe também uma preocupação com o toque nos objetos, bordas e corrimão da piscina. Porém, segundo Roberta, não é preciso se alarmar." O risco é pequeno. Tem água sendo espirrada o tempo todo", tranquiliza. Assim, ao entrar na piscina, caso tenha encostado na superfície, deixe sua mão na água clorada por alguns minutos para garantir a segurança durante o tempo na piscina. Depois de tocar no corrimão ao sair, higienize a mão com álcool em gel ou água e sabão.


Fonte: Gazeta do Povo