Consulta pública do modelo Cívico-Militar aprova mudança em 176 colégios do Paraná. - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Consulta pública do modelo Cívico-Militar aprova mudança em 176 colégios do Paraná.

Por: Elite FM
Publicado em 09/11/2020
img
Consulta pública aprova colégio cívico-militar em 176 escolas. Foto: Geraldo Bubniak/Agência Estadual de Noticias

No Sudoeste houve adesão de 100% dos 10 municípios  selecionados. A Secretaria de Estado da Educação e do Esporte (Seed-PR) encerrou na noite de quarta-feira, 4,) a Consulta Pública sobre a implementação do modelo Cívico-Militar – realizada em 216 escolas do Paraná. Do total de instituições em que a consulta ocorreu, 186 colégios aprovaram o novo modelo, 25 optaram por manter o modelo tradicional e em cinco escolas o quórum absoluto (mais da metade do total) não foi alcançado. Foram mais de 74 mil participantes nas comunidades escolares. Nos colégios em que a comunidade escolar votou pela migração e que se a Seed-PR aprovar a mudança, a implementação do novo modelo inicia em fevereiro de 2021, com o início do calendário escolar. No Sudoeste 10 municípios aderiram:Ampére, Chopinzinho Clevelândia,Coronel Vivida,Dois Vizinhos, Francisco Beltrão, Palmas, Realeza,Santo Antônio e Pato Branco com três unidades,Carmela  Bortot,Colégio Castro Alves,Colégio Rui Barbosa e já tinha sido aprovada a adesão do Colégio La Salle.O Programa dos Colégios Cívico-Militares do Paraná é o maior do país na área, com investimento de cerca de R$ 80 milhões. O valor é direcionado a cerca de 129 mil alunos. A nova modalidade de ensino será aplicada em escolas do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental e no Ensino Médio. Os colégios vão contar com aulas adicionais de Português, Matemática e Civismo, que vão permitir aos estudantes o aprofundamento no estudo sobre leis, Constituição Federal, papel dos três poderes, ética, respeito e cidadania. No Ensino Médio, haverá também a adição da disciplina de Educação Financeira. O diretor-geral e o diretor auxiliar, bem como a ministração das aulas, permanecem sendo de responsabilidade dos professores da Rede Estadual.O diretor cívico-militar,subordinado ao diretor-geral da instituição, será responsável pela infraestrutura patrimônio,finanças, segurança, disciplina e atividades cívico-militares. Conforme o tamanho da escola,haverá também de dois a quatro monitores militares.


Fonte: Agência Estadual de Noticias